Notícias

Irwin vence em Macau

O 51º Grande Prémio de Motos de Macau Suncity Grupo acabou por ser uma luta renhida de rodas coladas entre o piloto da pole, Glenn Irwin (TAK CHUN Racing by PBM/Penz13 Ducati) e o vencedor da edição anterior, Peter Hickman (SMT/Bathams by MGM Macau BMW).

 

A dupla saiu da linha da frente lado-a-lado mas Irwin pasas à liderança logo na primeira volta. Hickman vence a luta até ao Lisboa numa disputa de travões e quando chegam mais ou menos ao lado um do outro surge Martin Jessopp (Riders Motorcycles BMW) a aproximar-se.

 

À medida que termina a volta de abertura, Irwin desliza a moto para o lado direito e retoma a liderança, no entanto, ao longo de toda a volta, não consegue afastar-se da determinação de Hickman, sempre a um segundo da sua traseira.

 

Antes da corrida começar, Irwin sai da moto no fim da volta de aquecimento e observa o motor, identificando o que mais tarde chamou de “séria falha mecânica”, o que significava não conseguir terminar as 12 voltas pretendidas.

 

Apesar de tudo ainda se mantinha na liderança, após seis voltas, com Rutter a descer para terceiro a cada segundo numa the SMT/Bathams by MGM Macau BMW mas sem possibilidades de apanhar Hickman ou de se libertar de Jessop.

 

Com a cena aberta para uma batalha clássica, a corrida foi interrompida à sexta volta pela bandeira vermelha logo após um incidente grave na Curva dos Pescadores. O resultado final foi a favor de Irwin com uma margem de 1.3 segundos a registar a primeira vitória de um piloto da Irlanda do Norte desde Phillip McCallen em 1996.

 

No final da prova Conor Cummins (Padgett’s Motorcycles Honda) foi quinto à frente de Gary Johnson (Briggs Equipment Kawasaki), Dean Harrison (Silicone Engineering Racing Kawasaki) e Lee Johnston (RST Racing BMW).

2017-11-18